Observatório – Lógica Global Convergente

Nas próximas linhas você terá informações sobre o que representa o observatório para aplicação ao ser, da lei do desdobramento do tempo ou lógica global convergente, tratada no vídeo 11 de Alejandra Casado.

No entanto, vale salientar em primeiro lugar que acreditar ou não em tudo o que está aí é uma decisão de cada um, livre arbítrio, uma questão pessoal. Em segunda instância, acreditando que não é ficção e sim algo prático e definitivo e algo que ressoa no fundo do seu coração, é uma opção pessoal novamente colocá-la em prática, assumindo todos os benefícios, ônus e bônus que podem advir, já que a sua percepção, executando o observatório corretamente, mudará diametralmente, transformando a sua forma de ver o mundo e a sua vida, permitindo que você encontre o que sempre buscou, que é o seu eixo, o seu propósito de existir e com isso a alegria de viver.

Nesse sentido, recomendamos somente colocar em prática o observatório após ter assistido todos vídeos de Alejandra Casado, os quais possibilitam o perfeito entendimento do processo. Desnecessário será executar a metodologia criada e falada nesses vídeos, uma vez que a recomendação atual é fazer apenas o observatório, que permite a sincronização das velocidades de todos os planos, tanto para observadores lentos como para os mais velozes.

É bom que se diga que a lei do desdobramento do tempo não vai prepará-lo para se dar bem em um concurso, conseguir um emprego, comprar um carro e um apartamento novos, nem mesmo curar uma doença grave que você ou alguém seu seja portador. Se isso acontecer será como possibilidade, consequência e não como objetivo. O benefício que você pode estar se perguntando que isso possa trazer na sua vida, será não sofrer com o passado nem morrer pelo futuro, mas ter um presente novo, tendo acesso a informações transformadoras, direto da fonte maior, o seu ser original, que está dentro de você.

Esse processo de interagir com o seu ser original não é instantâneo, embora pareça mágico. Segundo a precursora dessa lógica global convergente, Alejandra Casado, o “desdobrado” percorrerá uma jornada de 36 quarentenas a partir da data da sua primeira derivação noturna, sendo que as primeiras sensações, às vezes, já se farão sentir fisicamente na primeira quarentena e com mais ênfase, na sétima. Sensações que variam de mudança de humor a calores no corpo também farão parte dos sintomas físicos. Isso faz parte da preparação do corpo para receber a nova versão da sua percepção.

Neste artigo estamos oferecendo o modelo utilizado para se executar o observatório, a sequência da fala durante todo o trajeto e também uma planilha para você cadastrar a data da sua primeira derivação noturna e com isso acompanhar o começo e o fim de cada uma das quarentenas.

Todo o material que aqui se apresenta foi elaborado com base no Vídeo 11 de Alejandra Casado e com as observações do fórum do seu site, onde aconselhamos que se dirijam quando tiverem dúvidas, já que é a fonte central desse conhecimento. Dentro do possível e das nossas limitações, também colaboraremos para tirar dúvidas. O endereço do fórum é o seguinte: http://alejandracasado.com.ar/foro/.

Se quiser pode baixar (fazer o download) os arquivos dos quais falamos, onde constam as sugestões para execução do observatório. Basta clicar em qualquer um da lista abaixo:

Observatório – trajeto das aberturas temporais em PDF

Observatório – Sequência da fala durante o trajeto

Quarentenas – planilha em arquivo de Excel – XLS

Para finalizar, enfatizamos que esse é um processo em constante evolução, que a cada momento pode ser aperfeiçoado.

Boa Viagem.

11 Comments

  1. Sandra Ferris

    Responder

    Olá pessoal, estou com a seguinte dúvida: gostaria de saber se posso fazer apenas o observatório, pois em um texto vcs dizem que; “Desnecessário será executar a metodologia criada e falada nesses vídeos, uma vez que a recomendação atual é fazer apenas o observatório, que permite a sincronização das velocidades de todos os planos, tanto para observadores lentos como para os mais velozes.” E no último texto com orientações sobre o mesmo vcs dizem que temos que aplicar a metodologia também e que o observatório seria apenas um “suporte”. Pelo menos foi esse o meu entendimento. Desde já agradeço qualquer esclarecimento que me possam dar. Abracos

    • Responder

      Olá Sandra,
      O Observatório e a Metodologia possuem cada um o seu papel. O primeiro realmente funciona como uma preparação do cérebro e do corpo para receber a metodologia que, por sua vez, é bem mais efetiva nos resultados. Nem por isso é menos importante do que ela. Neste momento em que a metodologia está sendo refinada ele é a melhor ferramenta para o nosso progresso.
      Li no site de AC que “talvez” seja gravado o último vídeo de 2014 falando sobre a metodologia.
      A sugestão de fazer apenas o observatório por enquanto é da própria AC falando na Rádio.
      No entanto, há pessoas que não ligam para isso e fazem a metodologia assim mesmo, não levando em conta alguma distorção que possa ocorrer.
      Como participamos do seminário de Lima, Peru, fizemos a metodologia que é praticada nos eventos, mas isso não nos autoriza a repassar nenhuma informação, pois entendemos que esse é um papel que não é nosso.
      É claro que antes de qualquer uma das duas técnicas mencionadas o que deve ser feito é a derivação noturna. Isso sim, vem antes de tudo, pois é a decisão de trocar a identidade do eixo X pela do plano Y.
      Tão logo ela mesma divulgue algo, aí sim, passaremos a auxiliar outras pessoas.
      Abraço.
      Brasileiro

  2. Linda Monteiro

    Responder

    OLa sou Linda Monteiro de Angola, olha amado, sinto um afliçáo em querer fazer esta metodologia, mas preciso que me responda por favor algumas perguntas que tenho, que sinto que preciso saber primeiro para nao fazer de forma errada a metodologia. Tenho visto os videos, entendo mas como sao em espanhol algo me escapa e o universo é tao maravilhoso que quando menos esperava me deu voce.Sao perguntas talvez muito basicas mais mesmo assim tenho que saber de quem saiba mais do que eu.
    Sao as seguintes:
    1- A metodologia faz-se de forma mental, ou tenho que seguir a forma como ela explica ou seja pondo aqueles papeis no chao etc,
    2-Faz-se com os olhos abertos ou fechados;
    3- tem algum horario ou lugar apropriado;
    4- na derivaçáo noturna, eu devo estar no ponto zero de que plano, fisico, emocional, mental ou será que é a partir do doble e entrego directamente a minha essencia.
    5- Na metodologia aplicada ao ser, tenho que fazer por exemplo inicar com o plano fisico durante 40 dias e so depois e que passo para o outro plano ou seja para o emocional outros 40 dias e depois para o mental, outros querenta dias e por ai alem?
    6-quanto tempo dura uma sessao de metodologia aplicada ao ser?
    Olha irmao muito obrigado por voce existir, aguardo suas respostas se possivel de forma urgente, por
    e por favor.

    • Responder

      Olá, Linda Monteiro,
      1 – A metodologia pode sim ser feita de forma mental. Mas é preciso que tenha um poder de concentração muito grande para lembrar em cada ponto que está (plano, observador do passado, do futuro, etc.). Se você consegue, ótimo.
      2 – Você escolhe se faz de olhos abertos ou fechados. Geralmente, de olhos fechados, temos maior poder de concentração, internalização, e imaginação.
      3 – O lugar e horário apropriados são os que você decidir. Mas o melhor lugar é aquele em que você possa fazer tudo sem que haja interrupções.
      4 – A metodologia evoluiu muito. Acompanhando o fórum de Alejandra Casado percebemos que a derivação era feita a partir do plano 1, indo aos planos 4 e 7 na mesma noite. Agora, a derivação mais eficaz é feita partindo-se do plano 3, indo ao 6 e depois ao 9. É como se você fizesse uma viagem de ida e volta, pois o plano 9 já é a volta e fica no mesmo ponto do plano 6. Então, sempre que for derivar, imagine que está no plano 3, passe pelo 6 e retorne ao 9. Lembrando que a derivação noturna é global, ou seja, derive a sua vida, os seus erros, a sua existência e não apenas problemas. Isso você faz coma derivação diurna. A derivação noturna pode ser feita no início de cada quarentena ou todas as noites.
      5 – A metodologia e as quarentenas não estão atreladas, a primeira pode ser feita independente da segunda. Você pode fazer toda a metodologia até em uma semana e apenas controlar o início de cada quarentena, sem ansiedade. No início de cada quarentena faz as derivações ou faz derivações todos os dias.
      6 – Para realizar a metodologia referente a cada plano o tempo que leva é o mesmo que consta dos vídeos de Alejandra Casado: em torno de 30 minutos cada plano.
      Estamos a sua disposição para dirimir outras dúvidas.
      Cordialmente.
      Brasileiro

      • Linda Monteiro

        Responder

        Ola Brasileiro,grata pela pronta resposta ou seja pela sua disponibilidade.
        Na sequencia da minha busca continu a ler o seu site e também a ouvir os vídeos e agra me deparo com o observatório do observatório que também é metodologia, so não entendi se se deve fazer os dois ao mesmo tempo ou optar por aquele que mais ressoa conosco.
        Em caso de ser opcional, e se optar pelo observatório, tabem faz-se pelo sistema de quarentena e se pode-se fazer quantas vezes ao dia e ou ate quanto tempo.
        Por outro lado como derivar os erros no eixo 08 vertical do observatório, fala-se em perguntas existenciais, logicas, etc, puderia por favor falar um pouco sobre isso.
        Obrigado

        • Responder

          Oi, Linda Monteiro,
          Para praticar a perspectiva universal do desdobramento do tempo é necessário que estejamos com a nossa mente com o lado abstrato bem ativo. O observatório é um sistema de circuitos lógicos que auxilia nessa tarefa de tornar a nossa mente mais abstrata, facilitando o acesso ao inconsciente coletivo.
          Assim, o ideal é que façamos primeiro o observatório para então praticar a metodologia. Mas também podemos fazer tudo junto.
          Portanto, o observatório pode ser feito quantas dias pretender (um vez por dia) e pode ser praticado ao mesmo que a metodologia. Não é regra, mas faça uns 7 dias e depois eventualmente, nos dias que achar que deve.
          Como já lhe disse antes, o sistema de quarentenas não depende do observatório ou da metodologia. Continue controlando-o, pois ele se refere a primeira vez que você derivou noturnamente.
          A derivação noturna é geral, ou seja, você deriva a sua identidade e com ela estão os seus erros, sua existência, sua vida. Já a derivação diurna você deriva eventos, perguntas, mesmo existenciais sobre assuntos que você gostaria de ter respostas e soluções; são as derivações 369, como já falei. Não existe eixo 8, existe plano 8, que é invisível e está no mesmo ponto que o plano 7.
          Abraço.
          Brasileiro

  3. leda

    Responder

    Gostaria muito de participar de um evento ou de ter uma conversa ao vivo.
    Se vc é brasileiro e vive aqui podemos conversar pessoalmente?
    Vc sabe de algum evento planejado para 2015 por ajejandra casado?
    Grata pela atenção, me despeço com um abraço
    leda

  4. Linda Monteiro

    Responder

    Olá, Leda, escuta o video de Alejandra Casado de 2015 em Israel la diz algumas datas de eventos para este ano.
    bjs

  5. paulo cassiano

    Responder

    Gostaria de tirar umas dúvidas: Quando você fala derivações é aquilo que você comenta fazer antes de deitar ou dormi, outra coisa a metodologia é feita em pé com aqueles papéis colocados ao chão e mentalmente vou imaginando a linha horizontal e vertical, ponto zero, observador do passado e observador do futuro, e imaginando pelos pensamentos vou aos níveis, não entendi iniciar pelo primeiro nível 1 ou 2 sempre, quer dizer como fico neste nível na verdade não entendi, depois vi que você comentou que as pessoas já estão começando no nível 3, o que é manter o nível?….Outra dúvida a quarentena não vi muita coisa falando sobre, seria a gente cada fez que faz a metodologia por 30 minutos anota a data, outra dúvida aquelas marcações de longitude e distancia onde pego, é necessário? como faço?….No exercício do observatório ocorrer mudanças também?… Tem algum passo a passo, tipo agora isso, depois isso, e faz isso e faz assim eu achei um pouco complexo mais se a gente olha pela lógica é difícil entender, mais quando vejo pelo olhar da mecânica quântica eu já entendo, ela diz assim é simples e muito fácil, por favor essas dúvidas são porque gostaria muito de aprender a fazer da maneira correta e ter a melhoria da percepção, gratidão senhor Brasileiro!

    • Responder

      Prezado Cassiano,

      Quando falamos de derivação NOTURNA é exatamente aquilo que devemos fazer antes de dormir. É uma intenção geral. Durante o dia, à medida que sentimos vontade, decorrente de alguma sensação que tenhamos, podemos fazer derivação diurna. Enquanto na derivação noturna você entrega toda a sua vida, toda a sua experiência, toda a sua existência, durante o dia você lança ao original acontecimentos e erros ocasionais do passado que vierem a sua mente.

      Realmente, a metodologia deve ser feita em pé, utilizando os papéis indicados nos vídeos. Mas se você tiver condição de fazer mentalmente não tem problema. A metodologia deve ser feita a partir do primeiro plano. Depois começa o segundo, depois o terceiro e assim por diante. Não lembro de ter aconselhado ninguém a começar a partir do terceiro.

      Sobre quarentena, a única coisa que precisa saber e anotar que elas começam a contar no dia em que você fizer a derivação noturna pela primeira vez. Depois disso, se quiser, pode esquecer. Mas é bom anota, pois você mesmo vai ter curiosidade de saber em qual quarentena está. Não em que fazer anotação de quarentena a cada momento.

      Os dados de coordenadas relativos a coordenadas se referem ao observatório, nada tem a ver com a metodologia. São coisas diferentes. As coordenadas que deve obter são relativos a sua cidade de nascimento em relação a greenwich. Basta entrar no site http://www.apolo11.com/latlon.php?uf=sp&cityid=26 ou em outro qualquer e escrever o nome da cidade. Quando obtiver a longitude deve somar desse número o número 2° 17′ 32″, que é a distância de greenwich a Paris. Isso é porque a referência para o desdobramento do tempo não é greencich e sim Paris, que fica depois, em relação ao Brasil.

      No exercício do Observatório também ocorrem biologizações, que são sensações no corpo, principalmente sonhos bastante inusitados.

      Um abraço.
      Brasileiro

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *